Seguidores

sexta-feira

Vai ser possível curar o seu bebê ainda dentro do útero?



É isso que se espera. O primeiro ensaio clínico feito com células estaminais, ainda dentro do útero, destina-se a crianças com a doença dos ossos de vidro.

Se é verdade que o uso de células estaminais no tratamento de doenças raras e graves ainda é bastante limitado, também é importante destacar que a investigação nesta área tem sido prolífica. Este é um desses casos. O primeiro ensaio clínico para tratar bebés, ainda dentro do útero, recorrendo a células estaminais terá início já em Janeiro de 2016, segundo anunciou recentemente a cadeia de televisão britânica BBC.

O ensaio será conduzido pelo Karolinska Institutet, na Suécia, e também pelo Great Ormond Street Hospital, do Reino Unido, e destina-se a bebés com Osteogênese Imperfeita, a chamada doença dos ossos de vidro - uma doença rara que afeta uma em cada 25 mil pessoas e que é mortal para muitos bebés. Aqueles que sobrevivem chegam a ter mais de 15 fraturas por ano. Além de problemas de dentes e de audição e atrasos no crescimento. 

A expectativa é que as células estaminais consigam substituir uma série de tecidos e dessa forma diminuir os sintomas desta doença incurável. As células usadas no ensaio serão de fetos de gravidezes não evolutivas (que não chegaram a termo). Quinze bebés vão receber uma injeção de células estaminais, ainda no útero, e outra depois de nascerem. E outros 15 receberão o tratamento só depois de nascerem. A ideia é comparar os tratamentos e avaliar a sua eficácia. 

As injeções serão feitas entre a 24ª e a 30ª semana de gravidez, já depois da formação dos testículos ou dos ovários do bebé, de forma a que as células estaminais introduzidas não interfiram com seus espermatozoides ou óvulos.

Fonte: Cofina


Nenhum comentário:

Postar um comentário



Obrigado pelo comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma mensagem!

Nome

E-mail *

Mensagem *